FIQUE POR DENTRO

Cadastre-se abaixo e receba as todas as novidades do Vestida de Mãe!

JÁ SOU CADASTRADO(A)

Festa Infantil Malévola

Festa Infantil com tema Malévola com decoração da querida Balinha e Balão.

A decoradora conta os detalhes:

Maria Clara assistiu o primeiro filme da Malévola e ficou apaixonada por ela ser uma fada e ainda boazinha. Mas o que ela mais gostava da personagem eram as asas, se encantou com elas. Pensamos na decoração para a festa infantil Malévola em que o ponto alto fosse as asas, e para isso criamos uma de quase um metro que decorou o painel, com um super destaque.

Não trouxemos a Aurora para a festa – o foco era a Malévola, as asas e seu corvo, mas para dar um ar de suavidade a um tema que pode ser um pouco pesado, trouxemos a palidez da princesa para a paleta, acrescentando um tom de pêssego junto ao preto, cinza e lilás, já característico à personagem.

No final da festa, assim como no filme a Malévola tem suas asas de volta, as asas do painel ficaram para a Maria Clara e foram decorar o quarto dela.

Fornecedores:

Decoração: @balinhaebalao
Acervo: @atelietatineves
Florista @claytonflores16
Doces decorados: @dolcefavola
Balões: @dgballoons
Doces tradicionais: @rosepontodoce
Fotos: @cibelebarretofotografia

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE

Festa Infantil Sustentável

Festa infantil sustentável não é exatamente sobre fazer algo simples ou distribuir plantinhas de lembrancinha. É sobre no dia mais feliz de nossas vidas, gerar o menor impacto negativo no ambiente. Gerar menos lixo possível, especialmente itens que irão demorar para se decompor na natureza.

Veja abaixo 5 dicas para você implementar sustentabilidade na sua festa:

Não usar descartáveis de plástico

Tenha sempre em mente que o plástico demora mais de 400 anos na natureza para se decompor. Ou seja, várias gerações da sua família irão conviver com o lixo que a sua festa irá gerar. Uma festa infantil sustentável é eliminar o máximo de itens descartáveis que irão demorar para se decompor. Prefira copos, pratinhos e talheres de papel, ou melhor ainda de madeira ou bambu (já que mesmo alguns de papel tem uma camada de plástico protetora).

Outra ideia é deixar uma caneta e incentivar que cada convidado escreva seu nome no copo, e usar o mesmo copo durante a festa toda, ao invés de um copo novo descartável cada vez que for beber algo.

Se for usar balões, use de látex, mas o ideal é não usar

Os balões podem ser feitos de 2 materiais: látex ou nylon. Látex é um recurso natural biodegradável, pode demorar de 6 meses a 4 anos para de decompor. Por ser biodegradável, sem dúvidas é melhor do que o balão de nylon. Mesmo assim você precisa saber é que bastante tempo na natureza para se decompor e o gás hélio usado na encher os balões é um recurso não renovável e estima-se que as reservas vão acabar em menos de 30 anos, como diz neste post completo do blog Menos1Lixo.

Opções para substituir os balões são as decorações de papel, como as bandeirinhas, os tassel de papel de seda, as rosetas de papel.

Decoração inteligente

O problema de forma alguma é usar flores, por exemplo. Flores são biodegradáveis na natureza. Pense em todo o resto da cenografia: tudo o que for ser usado por poucas horas e depois vire lixo não biodegradável, não é inteligente. Os painéis de lona impressa, os adesivos e qualquer coisa de plástico que você vá colocar na mesa. Pense em usar itens da sua casa, da decoração do quarto do filho, coisas que possam ser reaproveitadas com o objetivo sempre de gerar menos lixo possível.

A festa abaixo foi feita pela Cool Little World usando os bichinhos da coleção da própria aniversariante, peças de louça do acervo e foi criada uma papelaria de bandeirolas, toppers e as caixas de presentes, muito simples e ao mesmo tempo uma estética visual maravilhosa. Fotos Carla Daqui.

Substitua embalagem de plástico ou celofane.

Se você vai comprar sanduíches individuais ou lembrancinhas, pergunte para o fornecedor se virão embalados em plástico. Já vi muitas lembrancinhas de festa que não precisavam de embalagem nenhuma, mas vem embaladas num plástico com fita. Se houver mesmo a necessidade de embalagem individual, que seja celofane, que é 100% biodegradável. Mas o ideal é sempre questionar se precisa mesmo de embalagem ou não.

Sem canudinhos de plástico

Já foram inclusive proibidos em diversas cidades brasileiras. São um dos grandes lixos que usamos por poucos segundos e vão parar no fundo dos oceanos, demoram mais de 400 anos para se decompor. Use sempre canudinhos de papel.

O blog tem uma festa infantil sustentável tema gatos que pode ser um bom exemplo de festa linda esteticamente e sem desperdícios!

 

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE

7 erros que pais de primeira viagem cometem

É impossível não cometer nenhum erro porque maternidade é um grande aprendizado! Mas você não precisa repetir os mesmos erros que todo mundo – te ajudo compartilhando os 7 erros que pais de primeira viagem cometem!

Recusar ajuda!

A visita que se oferece para segurar o bebê para você descansar um pouco, a amiga que oferece fazer algo para o almoço, a sogra que se oferece para lavar as roupinhas – e você sempre recusa, porque de alguma forma a gente acha que tem que dar conta de tudo, que não precisamos incomodar as pessoas, que está tudo maravilhoso em casa. Mas o maravilhoso mesmo é aceitar ajuda, é contar com a generosidade das pessoas, coisa que só aprendemos com o amadurecimento. Só que depois que você recusa ajuda uma vez, a pessoa não te oferece mais! Veja aqui como ajudar uma mãe de recém-nascido.

Não confiar nas suas escolhas.

Ceder a comentários de pessoas com crenças antigas ou valores diferentes do seu mesmo estando informada e segura sobre o que é melhor para a sua família. Ame suas escolhas com tanta força que terá leveza para deixar comentários entrarem por um ouvido e sair pelo outro!

Comprar itens de enxoval demais.

É tão mais óbvio comprar conforme a necessidade! Aquele erro clássico de achar que boa mãe tem tudo preparado para o bebê, quando o bom mesmo é saber lidar com o consumo consciente!

Achar que o bebê é feito de louça não sair de casa.

Não deixar tomar nenhum ventinho perto da janela. Com as informações globalizadas do jeito que estão, a gente tem mais contato com outras culturas. Em outros países os pais são encorajados a sair de casa e passear desde o primeiro dia, faça sol, chuva ou neve! Ficar preso dentro de casa não faz bem para sanidade mental de ninguém!

Não descansar.

É difícil mesmo, as pessoas falam “você precisa dormir quando o bebê fizer soneca”. E cadê a hora de lavar roupa porque o bebê está lavando roupa? rs! Quando o bebê dorme, temos 500 coisas para fazer. Mas em algum momento do dia invista na sua sanidade mental, no autocuidado e durma ou faça algo por você!

Se isolar.

A maternidade é difícil sozinha. Nosso círculo de amigas muda um pouco depois da maternidade, ficamos mais conectadas por quem está passando exatamente pela mesma fase. Ache a sua tribo! Não tem amigas na mesma fase ou rede de apoio na cidade? Crie a sua. Frequente as praças, espaços de brincar, cursos para mães perto de você, procure grupos de mães do bairro das redes sociais.

Estar sempre correndo atrás de itens para o bebê.

Fraldas, lencinhos umedecidos… Quem nunca teve que correr na farmácia, ou ligar para o marido trazer alguma coisa? Um detalhe simples que pode te estressar. Mas essa é fácil resolver: um pouco de planejamento! Tenha sempre estoque de fraldas e lencinho para a semana inteira.

Esse outro post do BuzzFeed tem mais erros que pais de primeira viagem cometem engraçados, para rir um pouco!

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE