5 dicas para montar uma brinquedoteca em casa

Izabella Penna Escabeche é arquiteta, mãe da Stella e colaboradora do blog com suas dicas sobre quarto do bebê e criança.

O quarto das crianças deve ter uma atmosfera mais tranquila e relaxante que favoreça o descanso e a brinquedoteca é o espaço ideal para bagunça e agito, armazenamento de uma maior quantidade de brinquedos e para as crianças que têm um quarto pequeno e sem muito espaço para brincadeiras.

Planejar bem o espaço de brincar é fundamental para que o ambiente não vire um depósito de brinquedos e também para que as crianças se sintam atraídas por ele. Separei 5 dicas para ajudar quem quer montar uma brinquedoteca em casa, confira:

 ORGANIZAÇÃO DOS BRINQUEDOS

Os brinquedos devem estar organizados e bem distribuídos para não deixar as crianças agitadas e ansiosas. O ideal é que eles estejam em prateleiras baixas para que as crianças possam alcançá-los e para que fiquem visíveis. Vale a pena usar também cestos de tecidos para peças menores e também caixas organizadoras para jogos de encaixe e blocos.

Se o espaço permitir, é uma ótima opção ter uma estante ou armário com portas para que você possa armazenar itens que estão sem uso (para serem doados ou porque ainda não atendem a idade do seu filho) e também para poder fazer um rodízio de brinquedos e permitir que a criança brinque mais com tudo o que possui. Tudo isso vai estimular o senso de organização nas crianças e irá estimulá-las a guardar tudo logo que a brincadeira terminar.


Fonte da Imagem: A Beautiful Mess


Fonte da Imagem: Uber Kid


Fonte da Imagem: Ikea


Fonte da Imagem: Easy like Sunday morning

 PISO ACOLHEDOR

Opte por um piso macio e de preferência atérmico para que as crianças possam ficar descalças sem sentir frio ou calor nos pés. Pode ser um tapete comum ou um modelo vinílico, carpete ou piso de grama sintética. Escolha o que for mais prático para a rotina da sua família!


Fonte da Imagem: Lay Baby Lay


Fonte da Imagem: Hunted Interior


Projeto: Decor Petit | Foto: Priscila Furuli


Fonte da Imagem: The Sweetest Occasion

 LOCAL DE REPOUSO

É interessante ter um sofá, futon ou pufe para que os adultos possam se sentar com conforto – seja para ler um livro, descansar ou estar por perto na hora das brincadeiras. As crianças também aproveitam para o momento de leitura (sozinhas ou com os cuidadores) ou para alguma brincadeira.


Fonte da Imagem: Style by Emily Henderson


Fonte da Imagem: Architectural Digest


Fonte da Imagem: Belivin’ Design


Fonte da Imagem: The Boo and the Boy

 CIRCULAÇÃO LIVRE

Se o ambiente não for muito grande opte por deixar os móveis nas extremidades e, assim, liberar o centro para as brincadeiras. Criança precisa de espaço para se movimentar com segurança e liberdade para deixar a imaginação fluir. Para os bebês a circulação livre privilegia a exploração do espaço e o desenvolvimento motor.


Fonte da Imagem: Rafa Kids


Fonte da Imagem: Pottery Barn Kids


Fonte da imagem: Paper Blog


Fonte da Imagem: Alissa and Co

  PAREDES PARA AS CRIANÇAS

Deixe ao menos uma parede disponível para as crianças exibirem os desenhos e atividades manuais e também para que elas possam desenhar, pintar e escrever, afinal a brinquedoteca é um espaço pensado para elas!

Pode ser um varal para desenhos (lembram do projeto que fiz para o quarto do Nicolas?), parede imantada para fixar atividades e também para brincadeiras com ímãs ou uma lousa (que tal pintar toda a parede com tinta lousa?). É uma ótima maneira de valorizar as atividades das crianças!


Projeto: Decor Petit | Foto: Rejane Wolff


Fonte da Imagem: Kids Room Ideas


Fonte da Imagem: The Sweatman Family


Fonte da Imagem: A Cup of Jo

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE