Três maneiras de renovar as paredes

Izabella Penna Escabeche é arquiteta, mãe da Stella e colaboradora do blog com suas dicas sobre quarto do bebê e criança.

Olá, leitoras queridas! Para quem está querendo renovar as paredes do quarto da(o) filha(o) sem perder muito tempo e, é claro, com um efeito incrível, este post está imperdível!
Separei inspirações e fotos de três recursos decorativos que dão uma cara nova para qualquer parede sem graça: boiserie, lambri e rodameio. O ponto em comum entre esses elementos é que acrescentam profundidade, além da ideia de movimento à parede. Vem comigo conhecer cada um deles com mais detalhes:

BOISERIE

A boiserie é um painel com molduras em relevo. A técnica surgiu na França, no século XVII, com a função de isolante térmico. Mas, logo depois, passou a ser um item apenas decorativo. Naquele tempo era feito de madeira, já atualmente pode ser encontrada em MDF, poliestireno expandido (isopor) reciclado ou gesso.
Este é um tipo de acabamento originalmente clássico. Entretanto, é muito versátil e, mesmo em ambientes mais modernos, pode dar um belo toque de originalidade.


Fonte da Imagem: Monika Hibbs


Fonte da Imagem: Luna Mag


Fonte da Imagem: Figueiredo Fischer


Fonte da Imagem: Revista Casa e Jardim


Fonte da Imagem: Pottery Barn Kids

LAMBRI

Painel composto por régua verticais intercaladas com sulcos em baixo relevo. Originalmente feito em madeira, atualmente pode também ser feito em MDF, gesso e PVC.
O mais comum é utilizá-lo em meia altura para fazer uma composição mais descontraída.
O painel de lambri pode ser mais espesso e funcionar como uma prateleira para apoiar livros e também alguns objetos.


Fonte da Imagem: Style by Emily Henderson


Fonte da Imagem: Triplex Arquitetura


Fonte da Imagem: Mommo Design


Fonte da Imagem: Ladnebebe


Fonte da Imagem: The Stables

RODAMEIO

E por último, mas não menos importante, o rodameio é o elemento mais simples entres os três que citei. É apenas uma moldura simples colada na parede! A função original do rodameio era proteger as paredes de eventuais batidas das costas das cadeiras. Mas, atualmente, é mais utilizado como elemento decorativo e também pode ser feito em MDF, gesso ou isopor.
Este é um recurso que gosto muito de usar em meus projetos, principalmente para fazer a transição entre papel de parede e pintura.


Fonte da Imagem: Petit and Small


Fonte da Imagem: Cristiane Passos Arquiteta


Fonte da Imagem:
Coisas da Doris


Fonte da Imagem: Linha Arquitetura

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE