Festa Infantil | Dinossauros

A festinha abaixo foi toda feita no esquema “mamãe faz tudo”, sim, foi a mãe do João quem planejou cada detalhe e colocou a mãe na massa! Por isso vou deixar ela mesma contar tudo para vocês:

“Apesar de ter estudado para ser advogada, sempre gostei muito de exercitar a criatividade em trabalhos manuais. Participei ativamente dos preparativos do meu casamento e, com a chegada do primeiro – e único – filho, me realizei. Fiz as lembrancinhas do chá de bebê, da maternidade, dos 3 primeiros aniversários do João e me envolvi completamente nessa árdua – e deliciosa – tarefa de ser mãe.

Com a certeza de que a comida e fotografia são para profissionais (trauma dos aniversários anteriores que ficaram sem registro!), para o 4º aniversário do João eu busquei um buffet agradável (não sou fã de eletrônicos), uma fotógrafa competente e assumi a decoração da mesa e as lembrancinhas. Acertei em cheio na medida. Às vésperas de completar 4 anos, o João não só escolheu o tema como colaborou ativamente na confecção de tudo. 

Com pouco mais de 1 mês de antecedência da festinha, eu comprei o que precisava e um dos quartos de casa se encheu de dinossauros. Lembro perfeitamente que o João passava as tardes brincando e, de vez em quando, corria para dar uma olhada no que eu estava fazendo para a festinha dele e, quem sabe, comer um chocolate ou uma balinha que sobravam por ali. Delicioso… Na semana da festa, decidi que iria fazer uma capinha para as crianças usarem na festa, imitando dinossauros. Como eu não sei costurar (ainda!) e queria algo que não desse muito trabalho, escolhi um “tecido” que permitisse o corte sem acabamento (usei o mesmo material que se usa em guarda chuvas). Escolhi o feltro para as corcundas e, com a ajuda de um molde que pedi pra minha vizinha (costureira) fazer, cortei nada menos que 50 capinhas. Confesso, deu muuuuito trabalho. Em compensação, ficou uma graça e as crianças curtirarm bastante (o que bastou para eu esquecer rapidinho o trabalho que deu!).

A festa estava marcada para as 18hs e eu teria a partir das 16hs (horário que terminava a festa anterior no buffet) para montar tudo. Deu certo!!!  O João ficou em casa com o pai, que se encarregou de trocá-lo e distraí-lo até a hora da festinha.  É indescritível a emoção que senti ao vê-lo entrar no buffet correndo, sorrindo e reconhecendo, ali, tudo o que havíamos feito juntos. O brinquedo preferido dele – um T-Rex – estava bem ali, em cima do bolo, como ele sempre quis. 

Foi perfeito. Tão perfeito que eu tenho até medo de não conseguir repetir. O fato é que, em 4 horas de festa, o João era só sorrisos, como a Dani (fotógrafa fofa) consegui tão bem captar. No final, no banheiro do buffet, fazendo xixi para irmos embora, o João disse: “mãe, eu amei a minha festa“.  Agora, é esperar para a próxima, que já tem data e tema (Star Wars). Ontem mesmo, voltando da escola, nos divertimos muito tentando encontrar os personagens da saga em um papel de scrap que eu comprei para a festinha. Mas essa é outra história, que, felizmente, só está começando.” – Maria Juliana.

Fotos: Dani Pacces