Entrevista Meghan e Harry | Reflexões importantes

Parece fofoca, mas não a entrevista de Meghan e Harry para Oprah ontem na TV americana traz debates e reflexões do mundo atual, sobre valores, tradição, racismo, imagem, julgamentos.

Tão importante um pouco dos bastidores da vida da realeza para lembrarmos: não existe conto de fadas. Não caia na comparação de achar a vida do outro fácil. Casando com um príncipe, indo viver num castelo, sem ter que se preocupar com dinheiro, parece incrível. Mas não é.

Muitos perguntam o porquê desta entrevista, mas eu simplesmente penso que no lugar dela, iria querer fazer o mesmo. São pessoas públicas, com a vida julgada o tempo todo nas redes sociais (já leram os comentários sobre ela nos insta da realeza? Bem pesado!), estão contando a narrativa do ponto de vista deles.

Segundo Harry, ele se percebeu prisioneiro dentro de um papel. Para o público sempre parece tudo bem, ele só tinha que sair do carro e sorrir, acenar. Mas sentiu solidão. Não tinha um amigo com quem pudesse conversar e pedir ajuda nos momentos difíceis.

Meghan falou que pensou com frequência em suicídio. Que numa das aparições públicas, daquelas que a gente só prestava atenção na roupa, cabelo etc, ela simplesmente não tinha condição de ficar em casa sozinha. que na imagem, aparece sorrindo, mas estava tão nervosa apertando a mão de Harry tão forte que está branca. Ensinem os filhos a não acreditar só no que veem nas fotos em redes sociais.

E sobre a conversa da família real sobre a cor que o bebê iria ter? Eu achando que a realeza estava se modernizando, mas não.

Revelaram na entrevista que o sexo do bebê que estão aguardando é uma menina!- De minha parte, não tem “team Kate”, “team Meghan”. Tem respeito pelas duas. Não deve ser nada fácil. Uma fazendo o papel da instituição. Outra sem apoio e respeito nenhum. Que as mulheres possam se unir, ter empatia.

E você, o que achou da entrevista de Meghan e Harry?

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE