Fotografando seus filhos

Por: Camilla Antunes

A fotografia ocupa um espaço enorme na minha vida. E essa história vem do berço. Minha mãe, mesmo com poucos recursos, sempre registrou todos os nossos momentos mais marcantes. Eu e minha irmã temos álbuns lindos da nossa infância. Cresci revendo esses álbuns. Sempre que não queria ver TV ou ler um livro, me deliciava vendo fotos. Até que os anos se passaram e quando me vi, estava largando a redação do jornal (eu já fui repórter um dia e por isso estou amando tanto reencontrar os textos neste querido blog) para me dedicar full time à fotografia.

O objetivo da coluna de hoje não é contar a minha história como fotógrafa. Mas sim reforçar a importância da fotografia na vida de todos nós e dar dicas de como podemos melhorar os nossos registros. Para isso, convidei a Beta Bernardo, fotógrafa de famílias aqui do Rio. A Beta teve uma iniciativa super interessante e útil. Ela montou o workshop “Fotografando seus filhos”, direcionados à pais que desejam melhorar o resultado das fotos com suas câmeras caseiras. A seguir, uma breve e informativa entrevista com a Beta.

Todos os pais amam fotografar seus pequenos. Eu acabei de comprovar isso. No primeiro mês fotografamos tudo, desde a chegada em casa ao primeiro jato de cocô na mamãe. Como podemos melhorar essas fotos?
* Observe a luz do ambiente. Prefira sempre aquele cantinho mais claro do cômodo. A luz natural sempre é mais bonita do que o flash.
*Fique sempre no mesmo nível dos olhos das crianças. Isso faz muita diferença no resultado das fotos. É preciso abaixar, deitar e subir. Mas não se acanhe em criar enquadramentos mais ousados, mesmo que você não esteja no mesmo nível da criança.
*Com os bebês, fique muito atento aos detalhes. Tê-los registrados arranca suspiros de qualquer um. Olhe com atenção seu bebê, contemple-o e a foto virá naturalmente, sairá dos seu coração, dos seus olhos diretamente pras lentes da câmera! 🙂
*Prestar atenção no fundo das fotos também é importante. Sempre que possível escolha uma locação que tenha um fundo interessante, colorido ou neutro, de acordo com a sua vontade, e ali posicione sua criança. Ela vai explorar o local e o fundo vai deixar de ser uma preocupação.
*Imprima as fotos de seus filhos!! Não faça seu HD de ábum de retratos!! Vale fazer um álbum artesanal, um fotolivro digital, renovar os porta retratos, presentear os amigos e a família!! Resgatar os álbuns de família é um desafio que temos que abraçar nos dias de hoje!

O equipamento utilizado faz muita diferença no resultado final? Como aproveitá-los melhor?
Equipamento faz diferença sim. Quanto melhor a classificação da câmera, melhor os sensores e a qualidade da imagem. No entanto, qualquer câmera pode proporcionar bons resultados. Se o seu motivo é atraente, a dificuldade técnica do equipamento não aparece. O mais importante é ler o manual. Com o manual conseguimos entender os recursos que temos e como usá-los a nosso favor. Neles estão o primeiro curso de fotografia de cada fotógrafo amador.

Qual a sua dica mais preciosa?
Amo fotografar a espontaneidade de quem é espontâneo por natureza!! Minha grande dica para uma foto gostosa de se ver é fotografar a espontaneidade da criança. Deixar seu filho ser ele mesmo é a maneira mais fiel de retratar a criança que você tem em casa! O fotógrafo é mais telespectador que diretor nessas horas. É preciso estar à disposição, ter paciência e sentir prazer em se deliciar com tal contemplação!! Xiii… contei meu segredo!

O Davi mal chegou e já tem muitas fotos. Como fotógrafos (sim, o Leandro compartilha comigo essa deliciosa profissão) tentamos sempre fotografar os diversos momentos dele. Aproveitamos cada cantinho da nossa casa e fotografamos os banhos, troca de fraldas, passeios, visitas, sonecas, carinhas. Em todos esses momentos buscamos a espontaneidade para que no futuro ele possa ver em imagens o quanto ele foi especial durante todas as fases do seu desenvolvimento. E isso é possível em qualquer família.

Camilla: Nesta foto aproveitei a luz natural que entrava pela janela do meu quarto, coloquei o Davi deitado na cômoda e tentei dar destaque ao adesivo que eu amo no meu quarto. Esse seria o único ângulo para aproveitar a árvore. E ficou lindo, não acham?

*beijo especial para a talentosa Beta Bernardo*

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE