Introdução Alimentar | Hidratação

Natália Vignoli é nutricionista, mamãe da Letícia e colaboradora do blog com suas dicas de nutrição para grávidas, mamães, bebês e crianças.

No post passado começamos a falar sobre as questões secundárias à introdução alimentar, melhor dizendo, tudo o que rodeia essa fase de novas descobertas, mas que, por vezes, ficam em segundo plano. Conversamos sobre a importância de um hábito intestinal saudável e como reconhecer isso olhando para o coco do seu filho! Hoje falaremos sobre a hidratação!

Quando começamos a introduzir alimentos na dieta do bebê, a partir dos 6 meses de vida, é comum e esperado que a frequência de mamadas diminua acompanhada da redução na ingesta de líquido (já que parte das mamadas são substituídas pela alimentação sólida).

Além disso, os alimentos carregam consigo diferentes quantidades de eletrólitos, como sódio e potássio, isso faz com que a demanda de água aumente. Segundo as recomendações da DRI (Dietary Referance Intake), a partir dos 6 meses é esperado um consumo de 800ml/dia de líquido, incluindo leite materno, alimentos e fórmula (quando for o caso).

Muitas das recomendações já foram atualizadas, mas alguns profissionais ainda orientam o consumo de suco de frutas para os bebês. Segundo o Manual de Orientação do Departamento de Nutrologia da Sociedade Brasileira de Pediatria, o consumo de suco de frutas não deve ultrapassar 100ml/dia.

Particularmente recomendo a ingestão da fruta in natura, a qual preserva tanto as fibras quanto a sua consistência original sendo uma opção mais interessante quando comparada ao suco.

É importante oferecer água potável diversas vezes ao dia, evitando seu consumo em demasia próximo das refeições, assim seu bebê não fica “estufado de água”, correndo o risco de não se alimentar bem.

Uma opção bastante interessante para ajudar na aceitação de líquidos é a água de coco. 1 copo/dia da bebida pode ser oferecida ao bebê e, quando a aceitação da água potável estiver difícil, a água de coco pode ser diluída nos copinhos de água.

Para saber se o seu bebê está bem hidratado não tem erro: a fralda deve estar pesada! O xixi claro e a pele hidratada!

Caso esteja muito difícil fazer o filho tomar água, lembre-se de que é possível diluir um pouco de água de coco ou leite materno (ou fórmula, se for o caso), mas evite cair na tentação do suco! As frutas mais aguadas também ajudam nessa nova fase.

O mais importante é ter paciência! Lembre-se que o seu filho nunca fez isso! Não é natural ou instintivo, mas um hábito que vai ser incorporado!

Colunista_Natalia

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE