Lembrancinhas de Maternidade

Agradecer a primeira visita ao bebê é um gesto delicado. As lembrancinhas representam uma gentileza com os amigos e parentes que separaram um tempo do seu dia – muitas vezes enfrentando trânsito e outros tipos de contratempos -, para comemorar ao lado dos pais. Nada mais justo, então, do que recebê-los com carinho, tornando o momento ainda mais especial. Quando chega a hora de escolher os mimos, mamães e papais podem ficar perdidos entre as várias opções disponíveis no mercado ou mesmo com dúvidas do tipo: Qual é o melhor tipo de lembrancinha? Quantas unidades são o suficiente? Quando encomendar? Devo receber a encomenda em casa antes ou na maternidade? Entre várias outras questões… Pensando nisso, pedimos algumas dicas para três empresárias especialistas no assunto.

As (várias) opções
As lembrancinhas úteis são as mais pedidas, como lencinhos umedecidos para a bolsa, álcool gel, aromatizadores de ambientes ou velas”, conta Helaine Monteiro, da Cirandaria Atelier, que faz encomendas personalizadas. Apostar em mimos com utilidade é a garantia de que o presente não vai ser esquecido em uma gaveta ou mesmo ir para o lixo na primeira faxina. Seguindo essa ideia, outra opção são presentes comestíveis, que estão em alta. “Os dragees de chocolate são sem dúvida os nossos produtos que fazem mais sucesso. Para o parto normal, quando o bebê pode chegar a qualquer momento, recomendamos sempre o chocolate, pois ele possui uma validade longa (3 meses) e pode ser entregue com antecedência. Para as cesarianas com data marcada conseguimos nos programar e entregar o bem nascido de colher.”, conta Mari Vaz, proprietária da Cereja do Bolo, que desde 2009 faz lembranças para festas.

Cuidados com lembrancinhas comestíveis
O prazo de entrega costuma ser diferentes nesses caso e a forma de armazenamento é importante. Procure manter os produtos em local arejado, longe da umidade e da luz do sol. Para as receitas estarem fresquinhas, especialmente no verão, organize a agenda a fim de receber a encomenda perto da data do parto. Se possível, em casa na véspera, ou no hospital antes de entrar na sala de cirurgia. “As opções embaladas duram mais. Mas, as abertas podem ser servidas na própria maternidade, o que é uma delicadeza a parte”, conta Luciana Veras da Give a Gift, que tem os brownies como carro-chefe.

Encomenda e entrega
As empresárias recomendam encomendar as lembrancinhas com, no mínimo, dois meses de antecedência. E no mínimo três no caso de gêmeos ou trigêmeos, pois os partos antes do prazo costumam ser mais frequentes. Na hora da entrega, existem duas opções: receber em casa ou direto na maternidade – tudo depende do desejo da mãe e da logística do fornecedor (se ele oferece a opção de entrega no hospital). Alguns preferem que o pacote chegue em casa, para ter a certeza de que, mesmo se o parto for durante a madrugada, os mimos estarão ali quando as primeiras visitas chegarem. Outros preferem deixar de lado essa preocupação quando chegar a hora de ir para o hospital, e pedem para a entrega ser feita direto lá.

Quantidade certa
A quantidade varia de acordo com cada situação, mas uma dica é: após calcular a quantidade média de amigos e familiares que devem comparecer, adicione uma margem extra para possíveis visitas surpresas. O número mínimo deve ser de uma lembrancinha por casal, exceto para os comestíveis: nesse caso, recomenda-se ter ao menos uma unidade por pessoa, lembrando de contabilizar as crianças acompanhantes. “Nossos chocolates, por exemplo, como tem um prazo de validade longo, eu sempre digo: se sobrar na maternidade, pode levar para as visitas que irão em sua casa, porque é sempre delicado ter algo para receber os convidados”, sugere Mari Vaz, da Cereja do Bolo.

Abuse da criatividade
Não deixe de apresentar as suas ideias, pois elas podem ser a peça-chave para um produto criativo e personalizado. “Tivemos um caso muito fofo. A mãe queria algo comestível, mas sua avó tinha feito mimos de crochê e entregue para ser usado como lembrancinha. Então, ela não sabia o que fazer. Eu achei o máximo, afinal, não é todo mundo que tem o privilégio de ter uma avó com tanto carinho. Sugerimos juntar os brownies – que são o nosso carro-chefe – e as roupinhas de crochê. Ficou lindo.”, conta Luciana Veras, proprietária da Give a Gift. Mas, atenção para não fugir do tema ou mesmo encomendar algo excêntrico demais. Sobre o pedido mais maluco que já recebeu, Helaine, da Cirandaria, conta: “A mãe quis dar mini-aquários com peixinhos VIVOS, mas o hospital não aceitava a entrada de bichinhos. E pra convencer do contrário?”.

CONVERSE COM A GENTE