Mãe Empreendedora: Entrevista com a Ideia da Lu

Levando adiante a nossa série de reportagens dedicada a trajetória de mães empreendedoras, conversamos com Luciana Kow Glikas, que está à frente da marca de acessórios e decoração Ideia da Lu, focada no público infanto-juvenil. Assim como nas outras histórias que contamos no blog, a gravidez também revolucionou a trajetória profissional da Lu. Mas, no seu caso específico, a decisão não foi mudar de ramo, e sim alterar a direção do seu negócio já em curso.

Até então, sua marca, a Ideia da Lu, estava focada em itens de papelaria, mas a maternidade trouxe uma dose extra de inspiração e fez Lu quedar-se pelo universo jovem. A seguir, ela conta que logo decidiu focar toda sua energia no público infanto-juvenil e que, hoje, está mais realizada do que nunca. “Eu sempre quis ter ‘uma marca pra chamar de minha’, desde menina! Meu sonho era ter uma Hallmark com as minha criações”, conta. Pois ela realizou o sonho e montou uma marca de sucesso, reconhecida por seus produtos com pegada pop, moderna e divertida. A seguir, ela fala sobre inspirações, talento, sucesso e mais!

Como e quando decidiu mudar para o universo infantil e fundar a Ideia da Lu?
Sempre gostei do universo de design infantil, mas foi um processo. Antes de ter filhos, criei a Ideia da Lu como marca de papelaria. Fazia cartões artesanais para crianças e famílias, mas sentia que seria difícil crescer com isso. Passei a usar minhas estampas em adesivos para decoração de quartos e ambientes e, quando meu filho completou 2 anos, testei fazer um jogo americano de brinde para as crianças da classe e aí me apaixonei! Decidi focar no público infanto-juvenil e criar uma marca usando como base as minhas estampas, aplicadas a diferentes superfícies (tecido, papel, plástico etc)

Cuidar do trabalho e dos filhos envolve sacrifícios, certo? Como concilia as responsabilidades?
Agora que eles estão um pouco maiores (o filho tem 8 e a filha tem 6) facilita, pois já têm as atividades mais estabelecidas, o que me permite uma rotina sem muita “quebra” durante o dia. Mas, até eles completarem uns 5 anos, achei mais difícil focar no trabalho. Não à toa só agora dei um passo maior, aluguei meu escritório e vejo a marca e as vendas crescerem todo mês.

Seus produtos são criados de acordo com uma necessidade que você sente/sentiu em casa?
Sempre quis ter ‘uma marca pra chamar de minha’, com as minhas criações, desde menina! Outro dia fui buscar tecidos na estamparia e pensei: era isso que eu queria fazer quando crescesse! Uma sensação deliciosa. Acho que os itens vêm mais das minhas preferências mesmo – gosto de estampas modernas, coloridas e com um toque divertido, que enfeitam e são práticas. Senti falta disso no universo bebê-infantil quando tive meus filhos, os produtos eram muito tradicionais.

Qual dica de sucesso você contaria para sua melhor amiga?
PERSISTÊNCIA (muita) + FOCO + ACREDITAR EM SI MESMO! Para profissionais liberais, acho que é o maior desafio: acreditar de verdade em seus projetos e dar vazão a eles. Outro dia li um texto que dizia algo como “se esforce em ser muito bom no que faz que a plateia em algum momento aparece”, tenho me empenhado para seguir isso direitinho.

Além de empresária e mãe, você também gosta de escrever, certo?
Muito! Escrever e cozinhar me ajudam a organizar as ideias. Escrevo todos os dias de manhã ou antes de dormir. É ali que percebo os meus sonhos e desejos, crio minhas metas e lido com minhas emoções. Por um tempo quis escrever para o meu blog e vê-lo crescer. Depois, abdiquei disso para focar nos produtos e no e-commerce.

Li um texto do seu blog em que você diz ter se assumido 100% urbana. Vive em São Paulo? Onde mais gostaria de viver?
NY, com certeza! Digam o que quiser, eu amo aquela loucura e mix de informações visuais!

Como a cidade te inspira?
Em tudo: cores, texturas, comportamentos. ADORO ANDAR A PÉ! Pelo menos uma vez na semana volto andando do escritório que fica nos Jardins até minha casa, em Perdizes. Ver portões, placas, plantas, padronagens das calçadas, bancas de jornal, cafés, a maneira como as pessoas se vestem e se comportam, tudo isso me nutre e inspira.

Quais são seus produtos favoritos da marca e por que?
Os JOGOS AMERICANOS e as MANTAS! Sou apaixonada por eles, deixam qualquer momento mais alegre, colorido e bonito! Se eu tivesse bebê agora, teria uma estampa de cada manta pra desfilar com certeza!

Você vende somente via e-commerce, certo?
Por e-commerce, participo de feiras como a Baby Bum, que é super bacana para o pessoal ver de pertinho os produtos. Pretendo expandir para lojistas até o final do ano.

Você tem um olhar estético apurado, moderno, clean e colorido. Como desenvolveu?
Minha mãe ficará orgulhosa se eu contar que em parte vem dela! E vem mesmo, ela tem um senso estético super apurado, que com certeza me influenciou. Acho que sempre fui cercada pelo belo. E lembro de ficar encantada com a comunicação visual das revistas desde pequena. Eu recortava, colava e fazia minhas próprias montagens. Minhas amigas não brincavam disso, já era um traço particular meu. Acho que veio no pacote, sabe?

Está satisfeita com o lado financeiro, comparando o momento de negócio próprio X o emprego que tinham antes? Pode falar um pouco sobre essa questão.  
Acredito que depende bastante do ramo. Quem trabalha com serviço deve ter uma experiência diferente de quem trabalha com produto. Vou falar da minha. Acho que existem fases. Quando o negócio ainda esta menor, o retorno financeiro para aquele tamanho vem rápido. A medida que vai crescendo, necessita de investimentos maiores, portanto um tempo maior para retorno – exige paciência. Com foco e planejamento o retorno financeiro pode ser bem, bem bom. Mas acho que o que deve estar por trás disso é a paixão pelo seu projeto/sonho e gana de empreender. Caso contrário, é facil desistir no meio do caminho.

Quais são suas referências? Quem admira? (independentemente da área)
Em geral, gosto de tudo que mistura sensibilidade+humor, acho que tenho uma pegada de “humor judaico” nas veias. Amo a Maira Kalman (ilustradora/autora americana), a Nora Ephron (adoro todos os textos dela, fora os filmes), Kate Neckel e Camille Walala (ilustradoras que conheci recentemente), gosto bastante de POP ART e da comunicação visual da Revista MILK (francesa). Adoro observar a comunicação de algumas marcas como a Collete, Kate Spade, Ban.do, e muitas outras. Leio bastante sobre histórias de marcas fortes e empreendedores bacanas, muitos indicados pela Ale Garattoni, que escreve textos ótimos a respeito de Branding, que acompanho sempre. Sou uma fuçadora compulsiva de assuntos em geral. Ah, e fã absoluta da Meryl Streep, embora não tenha nada a ver com o meu trabalho!

Site: http://loja.ideiadalu.com.br/
E-mail: lu@ideiadalu.com.br
Telefone: (11) 98136-0418

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE