Rotina pós-férias | Dicas para ajustar os horários

Durante os dois ou até três meses de férias escolares, as crianças mudam o ritmo: não costumam ter lições de casa para fazer, muitas vezes deixam de acordar cedo, vão dormir tarde, têm mais liberdade na hora das refeições, assistem TV e brincam até de madrugada, viajam para a casa de amiguinhos com rotinas e hábitos diferentes, usam o computador à vontade, entre outras atividades relacionadas ao período de folga. Então, quando a hora da volta às aulas se aproxima, um planejamento para retomar a rotina se mostra essencial.  Esperar a chegada do 1o dia do ano letivo para reorganizar os horários nunca é uma boa solução. Muito pelo contrário, recomenda-se voltar ao ritmo aos poucos e com antecedência, evitando, assim, stress e cansaço desnecessários – tanto para os pais quanto para os pequenos. Pensando nisso, reunimos algumas sugestões que podem ajudar nesse período. Confira a seguir:

Negocie os horários
– Durante as férias, as crianças têm horários mais flexíveis. Mudar drasticamente isso pode deixá-las frustradas e fazer com que associem a volta às aulas com algo ruim. Uma sugestão é colocar limites de horários gradativamente, como, por exemplo, reduzir aos poucos o tempo que ela pode passar na frente da TV, do computador e brincando, assim como estabelecer novos horários para dormir, acordar e para realizar as refeições.
– Como um dos grandes desafios é acostumar a criança a despertar cedo, o ideal é começar a acordá-la no novo horário uma semana antes do início das aulas. Se ela for estudar no período vespertino, as mudanças que costumam ser necessárias envolvem os horários destinados ao banho e ao almoço.
– Converse com a criança sobre a importância de estabelecer a nova rotina, explicando que agora, com o início do ano letivo, ela terá um horário para acordar, outro para fazer a lição, outro para as atividades extra, mas também terá garantido um tempo para o lazer e o descanso.
– Os horários devem ser cumpridos e cobrados pelos pais. Assim, o pequeno vai entendendo que deve ter organização e que, no meio dos deveres, também existe um tempo para a diversão.
– Para incentivar a organização, alguns pais recorrem a soluções criativas, como criar cartazes coloridos com os dias da semana e horários ou escrever em quadro negros os afazeres que o pequeno tem que realizar.

Converse com o seu filho e incentive a sua ida à escola
– Se o seu filho não está muito animado para a volta às aulas, não se preocupe, isso é muito comum, e saiba que você é o protagonista na tarefa de incentivá-lo. Uma sugestão é ressaltar que ele vai reencontrar amiguinhos e colegas de classe, brincar com eles, e, ainda, conhecer novos alunos, professores e aprender muitas coisas.
– Outra pedida é sugerir que ele leve para a escola fotos das férias e conte as histórias dos lugares onde visitou e das atividades que fez.

No trajeto da casa para a escola, mantenha a alegria (mesmo em casos de trânsito! Ficar reclamando no trajeto, mostrando frustração, pode desmotivar os pequenos). Na volta, pergunte como foi o primeiro dia de aula, o que ele aprendeu, mostre interesse e escute o que o seu filho tem a dizer, o diálogo é muito importante.
– Incentive a criança a conversar com os professores e a prestar atenção nas aulas. Mostre que você fica feliz e orgulhosa com o fato dele estar na escola aprendendo.
– Alguns pais costumam levar o pequeno para visitar a escola antes do primeiro dia de aula, mostram a sala de aula, explicam para onde ele tem que ir, quantos colegas ele terá, onde é o pátio, o banheiro.
– Outra dica é determinar o quanto antes um espaço tranquilo na casa – livre de distrações – que será usado pelo pequeno para fazer as lições e estudar. É importante que a mesa e a cadeira estejam de acordo com o tamanho da criança e que a luz seja adequada.

Envolva-o nos preparativos
– A preparação para ir à escola é muito importante, e a participação dos pequenos é essencial. Peça a ajuda do seu filho para arrumar o material na mochila com antecedência. Assim, além da criança sentir que está participando, já deixa mochila pronta na véspera, o que evita a necessidade de arrumá-la com pressa no dia, antes da aula.
– Outro momento que permite a participação do pequeno é a hora de organizar os lanches. Deixe-os escolher as frutas, os sucos, os lanchinhos e pense a semana junto com eles. Deixar que eles ajudem nesse processo pode ser, inclusive, uma forma de incentivá-los a comer.

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE