Jericoacoara com crianças | Dicas Gerais

Estive em Jericoacoara com crianças em Janeiro de 2019, Nicolas com 4 anos e Oliver com 2 anos, e abaixo compartilho algumas dicas gerais.

Não faz muito tempo, cerca de 15 anos, Jericoacoara era uma pequena aldeia de pescadores, sem qualquer contato com a civilização com moderna. Por isso, quem já veio no passado e vê agora, fica um pouco chocada com o avanço!

A energia elétrica chegou em 1998 e hoje já não é mais luxo ter chuveiro elétrico e ar condicionado nas pousadas. Mesmo com a energia elétrica, o bacana é que deixaram a cidade sem postes, somente fiação subterrânea, para não perder o ar de vilarejo. Assim como as ruas 100% de areia, sem calçamento.

Quando ir

A época de chuvas é de Março a Maio, é a baixa temporada na cidade. Costuma ter preços melhores, mas você corre o risco de pegar muita chuva.

Como Ir

Jericoacoara fica a 300Km de Fortaleza, cerca de 5h de carro.

Desde 2017 existe aeroporto em Jericoacoara, o que fez mudar bastante o turismo no local, sendo acessível para mais pessoas conhecerem pela facilidade. Existem voos da Azul e Gol. Nós viemos de Gol, saindo de Guarulhos direto para Jeri, são 3h de viagem. O limitante é que não há tantos voos, você precisa de certa flexibilidade para ir e voltar em dias que existam os voos diretos da Gol e Azul.

Chegando no aeroporto em Jeri, você deve ter um transporte agendando até seu hotel. Jericoacoara com crianças, é melhor você agendar um veículo 4×4 com ar condicionado. Solicite a cadeirinha de bebê e assento de elevação. Nós usamos a empresa Jeri Passeios. São cerca de 45 minutos chacoalhando por caminho de terra, mas eu estava achando tão lindo que nem percebi o tempo passar. Os meninos dormiram no trajeto com o balanço do carro.

Na entrada de Jeri é necessário pagar uma taxa de turismo de R$5,00 por dia para adultos, aceitam dinheiro e cartão.

Com a abertura do aeroporto em 2017 e a vinda de grandes agências de turismo, Jeri não é mais aquela vila de poucas pessoas. Em dias normais tem cerca de 4 mil pessoas na cidade. Em altíssima temporada como Ano Novo, chega a 8 mil pessoas.

Dicas Gerais

No final do dia é possível ver quase todo mundo da vila na duna do pôr-do-sol. É considerado um dos poucos lugares no Brasil onde é possível ver o sol cair diretamente no mar.

A Vila tem excelentes pousadas como a que nos hospedamos e restaurantes – muito reflexo dos europeus que vieram à passeio, se apaixonaram, compraram casas, abriram restaurantes. Tem alta gastronomia em Jericoacora. Vejo na mesma proporção tapioca e crepe francês. Mas claro, muita caipirinha, sucos de frutas regionais, castanhas.

Tem uma unidade UPA 24 horas em Jeri, me relataram que com atendimento solícito, mas pouquíssima estrutura. O ideal é trazer uma necessaire de todos medicamentos que possa precisar.

É impossível usar carrinho de bebê, não há pavimentação e calçamento, é tudo de terra e areia. Mesmo a maioria dos restaurantes no centrinho, são pé na areia fofa. Leve apenas chinelos. Para bebês, o ideal é você levar um canguru ou sling.


Hospedagem: nós ficamos na La Villa Jomael, em quarto conjugado. Clique aqui para cotar e reservar no Booking.


Agência de viagem: Precisa de uma agência de viagem especializada em crianças? Dale com a Agência Pequenos Exploradores.


Veja todas as viagens nacionais com crianças clicando aqui.


Veja os stories da viagem clicando aqui.

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE