Pré-eclampsia e a alimentação: como a nutrição pode te ajudar!

Por: Natália Vignoli

Chamada de Hipertensão Induzida pela Gravidez, a pré-eclampsia acomete principalmente gestantes de primeira viagem e as mães de gêmeos. É mais comum de acontecer a partir do segundo trimestre gestacional e é caracterizada principalmente por valores pressóricos acima de 140 / 90 mmHg.

Outros sinais de alerta são as dores intensas de cabeça, edema (o famoso inchaço), alterações visuais, irritabilidade, náusea e vômito, vontade frequente de urinar e perda de proteína pela urina (detectável por meio de exame laboratorial).

Mulheres com histórico de hipertensão, alto índice de IMC (relação pesoXaltura), diabetes, doença renal crônica e histórico familiar de pré eclampsia, estão mais predispostas a desenvolver o quadro.

Em alguns casos, o controle no consumo de sal de adição (aquele saleiro que fica em cima da mesa) é considerado, contudo a exclusão total de sódio não é indicada. Vale o acompanhamento nutricional e a orientação de uma dieta equilibrada, tanto em relação as calorias quando adequada em macro e micronutrientes.

Alguns nutrientes têm efeito profilático em situações de risco, como é o caso do aminoácido chamado arginina, precursor do óxido nítrico, potente vasodilatador, com poder de reduzir os valores da pressão!

A arginina, antes de ser suplementada, é encontrada em nozes, castanhas, amêndoas e sementes oleaginosas em geral. Cereais integrais como arroz, trigo e aveia contêm quantidades consideráveis, assim como peixes, carnes vermelhas e sementes de girassol.

Outros nutrientes com efeito protetor são alguns antioxidantes, como a vitamina C (frutas cítricas, vegetais verdes escuros, morango, tomate), vitamina E (óleos vegetais, óleo de linhaça e peixes) e Selênio (principalmente na castanha do pará).

O ômega 3, disponível em peixe como atum e salmão, também atua de maneira favorável e as vitaminas do complexo B (carnes, ovos, cereais integrais, vegetais verde escuros) entram em campo principalmente no que diz respeito a manutenção dos níveis de homocisteína – muitas vezes elevada em gestantes com pré eclampsia.

Sugestão de cardápio rico em fatores nutricionais para prevenir a pressão alta:

Café da manhã: Iogurte + morango e banana + aveia + mel

Lanche da manhã: Kiwi com linhaça triturada

Almoço: Salada de rúcula e alface temperados com azeite e limão + arroz integral + feijão + escarola refogada + carne moída de patinho com cubos de tomate.

Lanche da tarde: Suco de açaí com uva + pão integral ou tapioca com requeijão ou homus ou guacamole

Jantar: Sopa de feijão com macarrão + salada de agrião com hortelã

Ceia: 2 castanhas do Pará

Colunista_Natalia

Relações profissionais

CONVERSE COM A GENTE